segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Guerra um grande negócio




Todas as guerras são justificadas, quando fala que “nada justifica a guerra” isso é um pensamento cível e não militar, ao contrário que muitos pensam as guerras não é um “mal negócio”, e sim “um grande negócio”
O filme mostra os lucros das guerras
A consciência é uma coisa pessoal, que varia de pessoa para pessoa. O militar não possui consciência, pois quando o indivíduo entra numa instituição militar, ele abandona a sua própria consciência, incorporando o “pensamento e o comportamento militar”, que significa não ter etica e nem moral.
As instituições militares foram criadas para assaltar os outros países, ou seja, é uma organização criminosa do governo, ora visa defesa, ora visa assaltar um país, seja na guerra ou na diplomacia.
O filme “Guerra S.A Faturando Alto” lançado em 2008, com o principal protagonista John Cusak, mostra o grande lucro das guerras, sendo financiado pelas grandes corporações. É uma satira da tragédia da guerra, mostrando como os árabes ficarão depois de serem dominados pelos americanos.
Os árabes vestidos com roupa de jogadores de basquete de times americanos, indústrias de filmes pornôs, mulheres se vestindo com roupas provocantes, e existe até Britney Spears árabe conhecida como Yonica Babyyeh.
Todas as guerras são fontes inesgotaveis de dinheiro, pois as grandes corporações conseguem lucrar com a morte alheia, para implantar a sua ideologia, as mercadorias e o seu estilo de vida, são tudo determinados por eles.
Quem patrocina as guerras no mundo são a Coca-Cola, Nestle, Mc Donald, indústrias de petróleo, e o mais impressionante de todas, as indústrias de filmes pornô. Muitas poucas pessoas sabem, uns dos cabeças que manda nos EUA são as indústrias de filmes pornô, que possuiu um forte lobby, que ajuda eleger até mesmo presidentes.
São as grandes corporações que manda no mundo, são eles que financia as guerras, determina que vai construir escola e hospitais para a população, que por sua vez as instituições militares são subordinados a eles.
No filme mostra muito bem isso, pois os tanques de guerra têm várias logomarcas das corporações, objetivando a destruição de Turaquistão (que no filme aparece como um país fictício) demolindo as casas e predios, objetivando o lucro na reconstruição do país, através das empresas de construção estrangeira. Confira e assista ao filme, e comecará a ver a guerra como um “Grande Negócio”





FICHA TÉCNICA

Diretor: Joshua Seftel
Elenco: John Cusack , Marisa Tomei, Hilary Duff, Ben Kingsley.
Produção: John Cusack, Danny Lerner, Grace Loh, Les Weldon
Roteiro: John Cusack, Jeremy Pikser, Mark Leyner
Fotografia: Zoran Popovic
Trilha Sonora: David Robbins
Duração: 107 min.
Ano: 2008
País: EUA
Gênero: Drama
Cor: Colorido
Distribuidora: Não definida

Trabalho sobre o feminismo
http://www.marcioconsciencia.blogspot.com.br/

2 comentários:

  1. Muito boa análise,vou procura assistir esse filme só para ver qual seria o resultado se os EUA conseguise implantar seu estilo de vida nos países arabes,mais como vc falou a arte da guerra de Sun Tzu é muito mais eficiente para destruir um país indiretamente do que provocando uma guerra diretamente.

    ResponderExcluir
  2. Which is better Pepsi or Coca-Cola?
    ANSWER THE POLL and you could win a prepaid VISA gift card!

    ResponderExcluir