sexta-feira, 17 de junho de 2016

Todos os homens são vagabundos e descartáveis!



O desabafo do Confrade me chamou muito a atenção, um assunto que é ignorado por muitos homens, não possuindo consciência dessa triste realidade, de que somos totalmente vagabundos e descartáveis para as mulheres. Meus textos cito muito isso, que as mulheres não amam os homens, amam somente, aquilo que podemos oferecer a elas. Existem vários relatos de homens, que vivia perfeitamente bem com a sua mulher, mas assim que perdeu o emprego, foi abandonado pela sua amada, por isso, muitos enlouquecem, fazendo assim uma besteira.

Como muitos já sabem, sofri de depressão mais de 10 anos, entrando mesmo no estado vegetativo, foram piores anos da minha vida, e a causa disso tudo, era porque não conseguia arrumar emprego. Tinha chegado ao ponto, que as pessoas tinham perdido o respeito por mim, sempre me chamando de vagabundo e inútil, o pior de tudo não conseguia arrumar uma namorada, porque não tinha emprego. Quando arrumava, só durava no máximo 3 encontros, quando via, ficava com outro homem de status. Isso na época tinha gerado um complexo de inferioridade, desenvolvendo assim a ergofobia.

Ergofobia para quem não sabe é medo de trabalhar, (ou tem dificuldade de se manter no emprego) a pessoa tem medo de procurar emprego, porque se acha inútil, pois muitos podem virar mendigo por causa disso. Muitos são mendigos, não porque são vagabundos, mas sim sofrem de ergofobia, que é uma doença desprezada pela sociedade, que pode levar o individuo a mendicância. Isso também pode ser confundido como vagabundagem, por exemplo, o homem não procura emprego, mas gosta de ir às baladas, beber no botequim, etc, isso não significa que seja vagabundo, mas sim tem medo de trabalhar e procura um ponto de fuga. Ele quer trabalhar, mas a força de atração é tão forte, que não possui forças para sair da situação que se encontra.



A sociedade é ergofóbica, ou seja, tem total aversão e discrimina sem piedade de pessoas que se encontram desempregadas, isso é pior nos homens independente da classe e raça que pertencem. Tudo mundo fala de racismo, preconceito, machismo, etc, mas o que a sociedade aceita e acha normal é discriminar, rejeitar e humilhar os homens que não tem status social. Somos discriminados por causa dos nossos status, mas a sociedade aceita isso como normal, destruindo assim a nossa autoestima.

Claro quem nasceu um playboy nunca terá essa consciência, acredita que o mundo gira em torno do umbigo dele, acredita que é superior aos outros homens, e acha justo dele ser discriminado. São esses playboys que estão fadados a perder tudo na justiça para a mulher, se acham espertos, mas não passa de um provedor nas mãos delas. São esses que quando são abandonados, mata a mulher ou comete suicídio, porque acreditavam que eram alphas.

Considero-me um homem que tenho muito experiência de vida, passei por provas de fogo na vida, pois posso confessar que não virei mendigo porque a minha querida mãe me ajudou, devido às decepções amorosas. Já testemunhei muitos casos de homens bem sucedidos tornarem mendigos, porque não acreditavam que isso poderia acontecer com eles, que isso aconteceria somente com pessoas que tem mente fraca.



Posso falar uma coisa, por mais se considere forte, inteligente, sábio, esperto, sagaz, etc isso não é suficiente para encarar a vida, porque ela esta acima disso tudo, pois não se manter em constante vigilância, ela te derruba sem dó e piedade. A sociedade e principalmente as mulheres são cruéis com homens sem status, até mesmo os ricos estão fadados à falência se não tiver a consciência dessa realidade.

Por exemplo, conheci um caso que, o homem sempre sustentou a sua mulher (que nunca trabalhou) e mais os 2 filhos, durante 20 anos, não deixando faltar nada dentro de casa. Começou a ter problemas de visão, com isso afetou o seu emocional entrando em depressão, em consequência disso não pode trabalhar mais por causa dos olhos. Em consequência disso, começou a beber como meio de fuga da realidade, em vez de a mulher dar apoio a ele, começa a esculachá-lo, chamando de vagabundo, inútil e merda, pedindo o divórcio para pegar a metade da casa dele. Ainda falava: “Vou começar a trabalhar e não vou sustentar nenhum vagabundo!”. Caralho, testemunhei esse fato e pensei na hora: “Chama o cara de vagabundo, mas foi sustentada por ele por 20 anos. Ele está destruído emocionalmente, nem sabe mais o que está fazendo, mas mesmo assim a mulher esta esculachando com ele!”. Chegou a tal ponto que nem dava mais comida para ele. Ele veio conversar comigo dizendo que estava muito decepcionado com a vida, assim que não pode trabalhar mais, as pessoas começaram a discrimina-lo, então encontrou na bebida um refugio para as suas magoas.

A questão aqui não é se lamentar, não irá mudar o pensamento do outro, mas sim devemos ter a consciência que somos educados, que devemos contar com nós mesmos e mais ninguém, principalmente de uma mulher. Por isso, que falamos em desapego não somente das mulheres, mas da família e da sociedade, seja o individuo, que não precisa da aprovação dos outros para a sua existência. Devemos manter a nossa fé no Criador, pois sem ele, não somos nada.

Deixo essa reflexão!

Sejam felizes e superam as paixões!


Márcio de Andrade

2 comentários:

  1. Olá Márcio, espero que não leve meu comentário a mal, mas sofro desse problema onde simplesmente parece que as portaas estão todas fechadas para mim, tenho rezado muito ultimamente pois isso está me dando desespero, e sabe por que? Não é por causa de mulher não, mas uando você começa a fracassar em tudo o que tenta fazer isso gera uma frustração muito grande, sei diusso pois meu irmão que era meu gêmeo cometeu suicídio em 2007 por causa de tantos fracassos, e por isso considero os fracassos o pior inimigo dos homens, isso parece que nos mata aos poucos, acredite, quero muito mudar essa situação, mas infelizmente está difícil. Foi apenas um mini relato esse meu, ok? Abraços e continue com o ótimo trabalho!

    ResponderExcluir
  2. E o pior de tudo é essa merda de crise que está assolando tudo no nosso país, tudo por causa, mas não apenas por isso é claro, da nossa ''querida'' Dilmanta, o que apenas aumenta a minha frustração! e eu ainda tenho que ouvir FPD dizendo que os homens tem privilégios, tem tudo fácil na sociedade!

    ResponderExcluir