quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Oseias, o primeiro capitão salva putas da história






Já falei em vários textos meus, que estudei numa sinagoga durante 5 anos, estudando mais a parte histórica deles, não a parte da religiosa, apesar de que percebi, que o judaísmo não tem nada a ver com os ensinamentos cristã, pois se assemelha mais com a filosofia oriental. É muito difícil ter informações verdadeira sobre os judeus, eles são  severos no controle da informação, são cuidadosos para não deixar nenhuma imagem negativa sobre eles seja exposta, mas percebi que eles eram autoritários, e xingam aqueles que discordam deles. Descobri muito sobre eles, porque frequentava muito a sinagoga, mas tinha um professor israelense que falava toda a verdade sobre eles. O professor abria o verbo e contava, porque eles  foram perseguidos durante séculos, que
foram expulsos de mais 80 países não foi a toa.

O feminismo foi criado pelos judeus e maçons, com a finalidade de desmoralizar o sexo masculino, pois os homens são responsáveis para a proteção da sociedade, somos nós que defendemos a pátria sob ataque de invasão estrangeira, arriscamos a nossa vida para salvar vidas (caso o policial, o militar, bombeiro, equipe de resgaste, etc), então o ódio deles são voltados para nós.

Uma vez assiste palestra de um rabino que contou a história do profeta Oséias, que supostamente Deus mandou casar com uma prostituta, porque seria uma ótima mãe de família, então todos os homens deveriam seguir o exemplo desse profeta. Ele falou que os homens eram machistas, que não aceitam casar com uma prostituta, onde iriam desconstruir isso na sociedade ocidental. Na época não  entendi nada, porque não fazia ideia como era o feminismo, depois de anos, ligando os pontos, descobri que os judeus e maçons na intenção de desmoralizar os homens, realizam propaganda para os homens se casarem com as prostitutas. Podem reparar que é o mesmo slogan das feministas, quando dizem: “Homens gostam de se relacionar com prostitutas, mas na hora de se casar quer uma virgem. Isso é machismo!”, essa ideia é totalmente judaica.

Por exemplo, Hollywood está nas mãos dos judeus, eles que são proprietários dessa empresa e regula todas as informações que são transmitidas pelos meios de comunicações, nesse caso é o cinema, que através dos filmes determinam o comportamento social, porque atingem na área irracional e involuntário do cérebro, fazendo as pessoas copiar igual naquilo que veem nos filmes. A propaganda ideológica atinge na área mais irracional do cérebro, então o individuo obedece àquilo que veem na tela. Então através da propaganda, colocam o sentimento de culpa nos homens, o convencendo a se casar com uma prostituta.

Por exemplo, as feministas ficaram abismadas porque ficaram sabendo que os homens se negam a se casar com uma ex-promiscua ou ex-prostitutas, então iriam incentivar mais a vadiagem feminina para tirar o poder de escolha do homem. Então fracassaram nessa missão, então apelaram para a religião, como as igrejas evangélicas foi dominado pelos maçons, então estão usando a religião para convencer os homens para se casarem com mulheres ex- promiscuas e ex- prostitutas.

Nas religiões principalmente as evangélicas, existe uma pressão enorme em cima dos homens para se casarem, usam a bíblia para convencê-lo para casar com uma ex-promiscua, porque eles sabem que as pessoas obedecem mais a religiões do que as leis.

Uma vez vi o depoimento do nosso Confrade chamado Destro, que foi um ex-pastor evangélico, dizendo como os homens estão extremamente enganados procurarem mulheres de igreja, que elas nunca abandonam o que realmente são: Putas.

Destro falou que já viu ex-bandido, ex-bebado, ex-viado, ex-travesti, ex-ladrão, etc, mas ele nunca viu ex-vadia. Achei muito interessante o que ele disse, a Real já falou sobre isso, que os homens de igreja fala abertamente sobre o seu passado, mas a mulher nunca fala sobre o seu passado. Existe todo um sentimentalismo em torno delas, para sensibilizar o passado delas, fazendo assim que os homens as assumam.

Não acredito severamente do arrependimento delas, para mim, elas falam que se arrependeram somente por dois motivos. O primeiro elas se arrependem depois de velhas, para não sofrer discriminação social; segundo para conseguir um otário que as assumam depois do passado promiscuo delas.

Elas não se arrependam, porque se elas nunca fossem envelhecer, nunca iriam mudar de comportamento, mudam de comportamento devido à força do tempo. Engraçado que ninguém quer ser evangélica quando são novas, quando está novinha, peitinho durinho, bunda grande, etc, se tornam religiosas depois de velhas e acreditam fielmente que os homens são obrigadas assumi-las. Elas merecem ser discriminadas, mesmo dentro das igrejas, porque são maus exemplos, porque passam para as gerações mais novas a seguinte ideia: “Sejam promiscuas, fazem o que querem, depois dizem que se arrependeram, que Deus é amor, perdoa todos os pecados, que é mulher para construir uma família! Se os homens não aceitarem porque eles são porcos machistas!”.

Lamento informar para você meu irmão, os judeus e maçons estão usando a religião cristã para te convencer casar com uma vadia ou ex-prostitutas, assim como aconteceu com o profeta Oseias, pois eles riem da sua cara. Uma coisa que os judeus falaram para mim, que me chamou muito atenção: “Os homens se negam se casar com ex-putas ou ter  filho homossexual, mas iremos mudar essa realidade!”. Judeus e maçons odeiam os cristões (falam que vocês são escravos deles) e principalmente odeiam o Jesus Cristo. Estava muito engasgado na minha garganta sobre a realidade dos judeus e maçons, mas resolvi contar a verdade para vocês.

Sejam Felizes e Superam as Paixões!

Márcio de Andrade




Um comentário: