segunda-feira, 3 de junho de 2013

Mulheres sentem atração por Homens violentos, marginais, bandidos



A psicanalista confirma o ensinamento da Real

Ai não é por nada não mais tem muita diferença entre ladrão e estuprador primeiro que se um Jack cai na cadeia do PCC ele se fode...  E outra mulher gosta de ladrão (assaltante) falo por experiência própria já fiquei 3 anos preso por trafico de drogas e tanto na rua quanto na cadeia tem varias que se envolve mesmo por que se sente protegida por status vê que o cara tem um conceito ta sempre com dinheiro conversa bem chega chegando as mina não aguenta qualquer uma pode ser rica ou pobre se para pra ouvir já era se envolve mesmo eu conheci uma mina de Poços de Calda por telefone a mina trabalhava no fórum da cidade dela fazia faculdade de advocacia tinha 21 anos se chamava Juliane gata demais eu estava preso na colônia de Franco da Rocha em São Paulo fiquei falando com ela durante umas 2 semanas até que ela resolveu me ver veio de Poços de Caldas pra Franco da Rocha só pra me ver quando eu vi a mina eu não acreditei era gata demais cabelo preto liso até a cintura baixinha linda passou a me visitar uma semana sim e uma não quando ela não ia quem ia era a Bruna que morava em Pirituba zona oeste de Sampa a visita é sábado e domingo minha mulher ia no domingo todos os dias e assim foi até eu sair no dia 24/06 de 2012 mais pra finalizar mulher que falar que não fica com ladrão ta cuspindo pro alto kkk
Anônimo
 
Quando são novas, elas só se envolvem com os piores tipos de homens.
Essa foi a declaração de um ex-marginal, afirmando quanto as mulheres amam traficantes, bandidos e criminosos (também pode incluir estupradores, como mostrou no outro vídeo)  como elas sentem seguras quando estão se relacionando com essa espécie de homens. A psicanalista Cláudia Pacheco, afirma essa tese, que as mulheres amam e se relacionam somente com as piores espécies de homens, que rejeitam totalmente os homens trabalhadores e honestos.
Ele era tão ruim, que era conhecido como
Jararaca
Aqui quero dar um depoimento de um vizinho, que era traficante, que estava foragido da policia, então ele tinha alugado um apartamento na Zona Sul, morando ao lado do meu apartamento. Sempre falava com ele, fizemos “amizade” até que um dia, ele falou para mim que era bandido. Ele falava toda a vida dele para mim, como começou, porque tinha entrado nessa vida, ou seja, parecia um psicólogo para ele. Eu não tinha denunciado, porque queria saber como era a mentalidade de um assassino, parece que eles não possuem nenhum remorso ou sentimento de culpa. Ele era conhecido como Jararaca, devido à quantidade de assassinatos que ele cometeu. Ele falava para mim, a quantidade de namorada que tinha, as mulheres saiam no tapa para ficar com ele.
Um dia ele conhece uma mulher chamada Luana (nome fictício) que começou um relacionamento sério com ela, que foi uma história extremamente triste, pois qual é o limite do ser humano para aguentar tanto sofrimentos e séries de humilhações.
O Jararaca nunca escondeu de uma mulher que era bandido, para ela ficar ciente do tipo de homem com que ela estava, mas o engraçado de tudo, elas sempre ficavam com ele.
A Luana largou de um homem trabalhador, honesto que a sustentava de tudo, para se envolver com o Jararaca, que era espancada todos os dias, passando uma série de humilhações. Um dia o Jararaca foi buscá-la na rua com o pé de chinelo Havaiana na mão, quando a encontrou, encheu a cara dela de chinelada, xingando-a de tudo, e ainda disse: “Vagabunda, quando chegar em casa, vai ter que chupar o meu pau!” (não é que aconteceu isso mesmo).
Depois que levou uma surra dele, ela faz sexo oral nele.
Depois ele espalha para todo mundo na rua.
Um dia fui falar com ela para se afastar dele, a Luana falou um monte de merda para mim, falando coisas que não nada a ver. Todo mundo começou falar para ela, que era para se afastar dele, mas a Luana xingava quem falava isso. Um dia ela levou uma surra tão grande, que o prédio todo tinha escutado. Devido ao comportamento do Jararaca, começou a levantar suspeitas sobre ele.
Então o Jararaca quis terminar o relacionamento com a Luana, então ela o ameaça entregar para a polícia, então ele duvida que ela faria isso, que não era louca. Então Luana começa fazer escândalo na rua, que chamou atenção da polícia, que apareceu no local, então ela fala para os PMs: “Ele é traficante, bandido e esta foragido da polícia. Ele mata pessoas e trafica drogas!”.
PMs levou o Jararaca, mas na primeira esquina foi solto!
Ela começou atrair uma multidão na rua, chamando atenção dos curiosos, então a PM leva o Jararaca, quando chegou à esquina os policiais resolveram soltá-lo, porque não acreditou no que a mulher disse, então os PMs falaram: “Meu caro, dá para ver que você não é bandido, porque vemos isso todos os dias, as mulheres difamarem os homens. Faça um favor, quando chegar em casa mete a porrada nela!”. Caralho, nem ele acreditou no que tinha acontecido.

Um dia estava voltado de uma festa, quando vi na rua uma mulher sendo carregada por dois homens, mal podia ficar de pé, toda ensanguentada, com os olhos roxos e vários hematomas pelo corpo, então ela fala: “Aquele desgraçado, ele me espancou, quase me matou!”.

Foi desafiar o Jararaca, porque batia na Luana, mas
por sorte ela não foi morta pelo Jararaca.
Quando fui ver quem tinha quase matado a mulher, tinha sido o Jararaca, porque ela era amiga da Luana, que tinha ido tirar satisfação com ele. O Jararaca estava no bar bebendo cerveja, quando apareceu a amiga da Luana e começou esculacha-lo na frente de todos, e resolve dar um tapa na cara dele. Porque ela foi fazer aquilo? Não sobrou nada dela, não morreu por sorte, porque o Jararaca quebra uma garrafa de cerveja, e começa retalhar a mulher, e enfia a garrafa quebrada na barriga dela, na intenção de matá-la. Parece que ela sabia, que ele era um homem perigoso, mas quis desafiá-lo, porque ela era filha de um homem “poderoso”.
Devido a confusão o Jararaca ficou com o filme queimado na hora, então como única alternativa tinha que fugir do local que morava, indo morar no subúrbio. Mesmo assim a Luana não tinha largado dele, ia todos os dias na casa dele, para ser espancada e humilhada por ele.
Então todo o bairro ficou sabendo que o Jararaca era bandido, então a  mulher que foi espancada por ele, resolve contar a história para os seus amiguinhos da barra pesada. Eles eram conhecido como a “Galera do Beco”, que eram playboyzinhos bandidinhos, que juraram pegar o Jararaca, que iria fazer e acontecer com ele.
Então chegou nos ouvidos do Jararaca, que ele e o seu comparsa Júnior foram fazer uma visitinha de surpresa para a galera do beco. Chegando lá os dois esculacham uns 10 playboyzinhos, dando tapa na cara, cuspindo na cara, e eles até simularam um estupro com eles, dizendo: “Esta vendo a minha pistola, começa a chupá-lo como fosse a minha piroca, senão estouro a sua cabeça de merda, aqui mesmo! Bandos de playboys de merda querem ser mais bandido do que eu!”.  Eles tiveram sorte de nenhum deles não terem sido assassinado pelo Jararaca.

Jararaca era tão odiado, que somente 4 pessoas da
sua familia compareceram ao enterro.
Mesmo depois do ocorrido, Luana não larga do Jararaca, ao contrário, ela amou mais ainda a situação, porque viu como ele era macho e corajoso. Mas a situação do Jararaca estava muito difícil, sendo procurado por todo o Rio de Janeiro, então ele some do mapa não deixando vestígios. Então a Luana procura por todos os cantos, e não acha a sua localização, que fica desesperada, caindo numa depressão por não ter encontrado com o seu amado. Uns 4 anos depois, o Jararaca e o Júnior foram assassinados numa favela no subúrbio, com tiros de fuzis na cabeça. A Luana soube do ocorrido após 2 anos da morte do Jararaca, da qual entrou no delírio por ter perdido a seu amado.

Moral da história, não se lamentem se a mulher não quis ficar com você. Será que vale a pena ficar com uma mulher que irá transformar a sua vida um verdadeiro inferno na Terra? Deixo essa reflexão!
Seja felizes e superam as paixões

Trabalho sobre o feminismo
www.marcioconsciencia.blogspot.com.br



7 comentários:

  1. Que historia mais doida.

    Também conheço historias do tipo. Antes de conhecer a Real eu não entendia o porque desse tipo de comportamento das mulheres. Mas agora eu sei.

    Mas infelizmente não são todos que conhecem ou aceitam a Real.

    ResponderExcluir
  2. Impressionte,essa e a verdadeira natureza da mulher adoram se relacionar com bandidos e depois reclamam quando sofrem na mão deles,e de pensar que ainda existem muitos manginas e cavaleiros brancos que acreditam que as mulheres são perfeitas perfeitas desprovidas de todos os males do mundo.

    ResponderExcluir
  3. peraí, então a Luana é responsavel pela morte do Jarraca? que porra eu acabeide ler???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não foi responsável pela a morte do Jararaca, porque ele tinha sumido do mapa, e ela estava procurando por ele, e não encontrava, somente 4 anos depois, Luana recebe a noticia que o seu amado foi assassinado por facções rivais.

      Excluir
  4. Eu nunca me atrai por homens maus, já me atrai por um rapaz inteligente e reservado. Não sei se é porque tenho 17 anos. Nunca cogitei namorar um homem só por causa do dinheiro. Mas sei que se um dia eu me atrair por um cafajeste vou pensar 2 vezes, e não vou querer me relacionar com ele, pois vou saber que ele não presta. Acho que sou mais razão que emoção (talvez justifica até eu nunca ter me apaixonado). Assim como vários homens mgtow estão controlando seus desejos, evitando se relacionar e até ter sexo casual com mulheres, acredito que eu possa controlar meus instintos caso um dia me atraia por um homem ruim. Antes só que mal acompanhada (como diz o ditado, é o mesmo para a maioria dos homens MGTOW)

    ResponderExcluir
  5. Nunca me imaginei saindo com um bandido, até conhecer um em uma festa, minha amiga tinha me falado "fica com qualquer um menos com o Murilo, ele é errado" mas aí fui brincar com fogo, resumindo, fiquei com ele por só 2 meses, ele é de uma cidade vizinha da minha, todo fds vinha me ver pra gente ir pros desandes. Ele tava sendo um amor, mas eu já tinha visto que ele era louco, ele tinha me contado das passagens dele pela polícia (incluindo ter deixado uma menina em cárcere privado), mas enfim, no dia que eu resolvi "terminar" com ele, ele virou outra pessoa, a pessoa que eu tinha medo. Final: ameacou estourar minha cabeça de tiro, falou coisas horríveis pra mim (por telefone, pq se fosse pessoalmente não estaria viva). Conselho, tem mulheres assim como eu que sempre quiseram sentir o gostinho do perigo. Mas não façam isso jamais, é brincar com fogo e quem procura acha

    ResponderExcluir
  6. Eu sempre fui e ainda sou um homem do bem que sempre lutou por um ideal de vida, trabalho, faculdade, desenvolvimento diversos, etc.
    Como sempre morei em periferia, via direto essas situações, mulheres correndo atrás de bandidos e menosprezando os trabalhadores. Era aos montes!!
    Passei anos querendo entender essa psicologia e ainda não entendo.
    Li um texto que dizia que Hitler recebia centenas de cartas de mulheres apaixonadas por ele.
    Acho que no fundo não é paixão pela pessoa e sim a sensação de poder, segurança e status.
    O marketing que as enaltece é o mesmo que as rebata.

    ResponderExcluir